quinta-feira, 21 de abril de 2011

MOTOS-FREIOS-ABS como funciona e o preço ?

A Honda recentemente anunciou o Lançamento da CB300 R 2010 e da XRE 300 com freios ABS combinados. Mas estas não são as primeiras Motos a contar com este sistema, que não é apenas um sistema de anti-travamento das rodas, mas um sistema de maximização da eficiência da frenagem. Veja como funciona a seguir.
A primeira Moto da Honda a contar com o sistema foi a ST1100, no ano 2000! Muita gente acredita que foi a CBR600RR 2008, lançada no final de 2007, pois foi a primeira esportiva a contar com o sistema, mas a verdade é que o sistema da CBR é totalmente eletrônico, ao contrário do da CB300 e da XRE300, que ainda mantém grande parte do sistema hidráulico.
De lá pra cá, o sistema já foi adotado pela sua irmã de CBR 1000cc, pela Hornet e pela CB1000 R, entre outras motos. Porém, até então nunca se tinha visto este acessório em modelos de baixa cilindrada e baixo custo.

O Funcionamento
Funciona assim: A pinça de freio dianteira possui 3 pistões e 4 pastilhas de freio. Os dois pistões inferiores acionam as duas pastilhas maiores quando o freio dianteiro é acionado (manete no guidão). O outro pistão e as duas pastilhas menores não são acionados neste momento.
Quando o piloto aciona o pedal do freio traseiro, este aciona o pistão e as duas pastilhas menores da pinça dianteira, e aciona a pinça traseira inteira (um pistão e duas pastilhas), desta forma, acionando os freios em ambas as rodas. Veja na imagem abaixo:

Repare nas duas mangueiras. A de cima aciona apenas o pistão de cima, e a de baixo aciona os outros 2 pistões. De cada lado do disco há uma pastilha grande (acionada pelos 2 pistões inferiores quando o freio dianteiro é usado) e uma pequena (acionada pelo pistão superior quando o freio traseiro é usado)
Ou seja:
  • Quando aciona apenas o freio dianteiro, está usando 66% da capacidade do freio dianteiro e 0% da do traseiro.
  • Quando aciona apenas o freio traseiro, está usando 33% da capacidade do freio dianteiro e 100% da do traseiro.
  • Quando aciona os dois freios, está usando 100% da capacidade de ambos.
Este sistema não é novo, já é usado em algumas outras motos, a exemplo da Burgman 400 da Suzuki. Ele evita que o piloto muito novato use apenas o freio traseiro, achando que é “mais seguro”, afinal, é impossível acionar apenas o freio traseiro com este sistema. A novidade fica por conta de, pela primeira vez, o sistema foi associado a um ABS, que é um sistema eletrônico que evita que as rodas travem.
O ABS nada mais é do que um pequeno computador que monitora o movimento das rodas através de fotosensores, e quando percebe que uma delas travou, aciona um mecanismo hidráulico que alivia a pressão do fluido de freio dentro da pinça, liberando assim o freio e permitindo que a roda volte a girar. Este sistema garante que o piloto não perca o controle da moto (pois roda travada não te leva a lugar nenhum a não ser para o chão), e garante que o espaço usado para parar será o menor possível.
O ABS, individualmente, também já é usado em algumas motos, principalmente as BMW, porém, além da Honda ter integrado-o aos freios combinados, também o deixou mais rápido e preciso, derrubando assim o velho mito de que o freio ABS das motos é pior do que um piloto atento e freios comuns. Isso graças ao computador eletrônico que controla o sistema, que no da Honda funciona bem mais rápido.
A novidade certamente vai ajudar a trazer mais segurança para quem pilota essas motos, mas há de se ter cuidado, pois toda novidade exige adaptação e treino. Certamente vai ter muita gente estranhando o comportamento do freio traseiro, principalmente dentro das curvas!
Quem vai estranhar também é o pessoal do Weeling, que gosta de empinar a moto e andar só sobre a roda traseira… O freio traseiro é fundamental para manter a manobra, ou seja, para fazer a moto voltar para frente quando ela vira demais para trás… Porém, ao acionar o freio traseiro para este fim, a roda dianteira vai parar de girar, o que vai dificultar a manobra, pois manter ela girando no ar garante mais equilibrio para a moto. Não sei como eles vão resolver isso… Mas eles sempre dão um jeito!
fonte: http://www.motosblog.com.br/2009/09/30/como-funciona-o-abs-combinado-da-honda-cbs/

**Contribuição nossa.  Para que deseja comprar uma moto com Freios ABS a diferença de preço gira em torno de R$3.000,00 mil reais  nas motos de baixa cilindrada um exemplo  é a CB300r que sem freios Abs custa em torno de R$12.00,00 mil reais já com os sistema ela vai pra R$15.000,00 mil reais

valeu galera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário